Designação do objecto:

Jarra

Localização:

Mértola, Beja, Portugal

Museu titular:

Museu de Mértola

 About Museu de Mértola, Mértola.

Datação do objecto:

Siglo VI AH / XII AD

Número inventário do Museu titular:

CR/CSP/0001

Material / Técnica:

Cerâmica fabricada com pasta rosada porosa, modelada em torno rápido, cozida em atmosfera oxidante e decorada com a técnica da corda seca parcial.

Dimensões:

Diâmetro da boca 17,8 cm; diâmetro da base 13,4 cm; largura 32 cm; altura 34,8 cm

Período / Dinastia:

Almorávida ou almóada

Proveniência:

Almeria ou Málaga (España).

Descrição:

Jarra de bordo vertical biselado, boca circular, colo cilíndrico, corpo globular, com duas asas em fita estriadas com apêndice superior em forma de pináculo que unem o colo e o corpo da vasilha, e base convexa com pé anular diagonal. Conserva o arranque de um filtro situado entre o colo e o corpo. O exterior está decorado com a técnica da corda seca parcial, na qual apenas algumas partes do desenho são preenchidas com vidrado verde ou melado esverdeado e outras com ponteado. A decoração organiza-se em seis bandas horizontais sucessivas, com motivos vegetais, ondulados e caligráficos. No bordo encontramos uma estrecha sanefa de palmetas esquemáticas. A maior parte do colo é ocupada por uma banda larga com grandes flores de lótus, aparecendo debaixo dela um friso de motivos dentados. No ombro surge uma cartela caligráfica onde se repete várias vezes em cúfico florido a palavra baraka e, no corpo, uma banda de medalhões fitomórficos. Por último, encontramos junto à base um friso de palmetas. Peça restaurada.

View Short Description

Jarra em corda seca parcial, do período almorávida ou almóada. A decoração organiza-se em seis bandas horizontais sucessivas, com motivos vegetais, ondulados e caligráficos. Destacam-se motivos como a flor de lótus e a banda epigráfica em cúfico florido onde se lê baraka.

Como foram estabelecidas datação e origem:

O contexto estratigráfico em que foi encontrado o objecto encontrava-se muito revolvido. A sua datação no século VI AH / XII AD foi obtida mediante o estabelecimento de paralelos com peças de idênticas forma, técnica e temática decorativa, achadas em Málaga e Almeria (Espanha).

Historial da aquisição pelo Museu:

Encontrada nas escavações arqueológicas realizadas pelo Campo Arqueológico de Mértola na alcáçova do castelo de Mértola.

Historial da proveniência:

A abundância deste tipo de cerâmica em Málaga e em Almeria (Espanha), onde se encontraram fornos que fabricavam este tipo de peças, levou os investigadores a atribuir a origem da sua produção a estas cidades.

Bibliografia seleccionada:

Gómez Martínez, S., A cerâmica em corda seca de Mértola, Mértola, 2002.
Torres, C., y Macias, S. (eds.), O Portugal Islâmico, Lisboa, 1998, p. 89.

Citation:

Susana Gómez Martínez "Jarra" in "Discover Islamic Art", Museum With No Frontiers, 2020. http://islamicart.museumwnf.org/database_item.php?id=object;ISL;pt;Mus01;7;pt

Autoria da ficha: Susana Gómez Martínez
Tradutor/a: Santiago Macias


Número interno MWNF: PT 10